Como demitir um parente

Deixe um comentário

19 de julho de 2018 por Semio Timeni

Marido e esposa, filhos e pais, primos, tios, avós… trabalhar com parentes é uma realidade nas empresas familiares. A hora da contratação é cercada de bons sentimentos. Mas se for necessário demitir esse parente? Como agir numa situação dessas?

Aqui vão algumas dicas para você pensar sobre o tema.

  • Planeje-se, pois quem contrata um parente, tem que estar preparado para demiti-lo. Por exemplo, em caso de divórcio, um acordo pré-nupcial é um importante instrumento para definir o que vai acontecer quando alguém que entrou na empresa da família não mais faz parte dela. Pense assim também em relação aos acordos de sociedade: o que vai acontecer com a empresa se um sócio sair, seja ele parente ou não?
  • Encarar o problema de frente, sempre. Nada de protelação. Se o parente está com deficiência de competências, você pode fazer um planejamento para que essas competências sejam adquiridas, com prazos e quantificação das habilidades, para que esse parente possa melhorar. Assim, a demissão é a consequência de um processo, e como profissional, o parente terá bem claro o que faltou para ele permanecer na empresa. Mas, se a conclusão é que o parente nunca vai melhorar, então a culpa não é do parente. É do seu processo de contratação. Encare o problema e aprenda.
  • A verdade sempre será o melhor caminho, mas cuidado com a maneira que essa verdade é colocada. Mantenha a calma, trate o assunto com a relevância que tem, mas nada de lavar “roupa suja” em momentos como esse, perdendo o controle da voz e das palavras.
  • Se for um desejo sincero da sua parte, ofereça ajuda. Mais uma vez, saber usar as palavras certas, como “trabalhando aqui nem eu nem você estamos felizes com seu trabalho. Quero te ajudar a encontrar uma nova posição onde você possa colocar em prática suas habilidades. Vejo em você um grande potencial e desejo de crescer, e quero ajudar no que puder”.

Talvez demitir um parente seja uma das coisas mais difíceis que um empreendedor precisa encarar, mas quem contrata precisa saber demitir, sempre pensando nas relações familiares e o melhor em prol da empresa e do patrimônio da própria família.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Insira seu email para receber atualizações do Blog:

%d blogueiros gostam disto: