Os desafios das Empresas Familiares

Deixe um comentário

5 de maio de 2018 por Semio Timeni

1140-8-keys-to-successfully-transfer-a-multigenerational-family-business.imgcache.revea2ad48c3446a51d5f38bed700838957

Se essas primeiras duas décadas do século nos reservam um mercado extremo em competição, com clientes poderosos e ariscos e avanços que demandam um aprendizado ininterrupto, as empresas familiares tem ainda importantes desafios a enfrentar em busca do sucesso. Destaco alguns deles que precisam ser encarados com maturidade e planejamento por parte dos envolvidos.

O primeiro e mais importante cabe apenas aos fundadores responderem: qual o legado que querem deixar quando se afastarem do dia a dia da empresa? Isso tem muito mais a ver com os valores que este emprega na sua empresa do que com quem irá tocar a empresa quando não estiverem mais envolvidos na operação. Assim, antes mesmo de decidirem quem serão seus sucessores, precisam decidir o que querem da sua empresa no futuro.

Resultado de imagem para business legacy

É natural que fundadores queiram que seus filhos os sucedam nas empresas, mas também é legítimo filhos decidirem que não querem ser esses sucessores. Por isso o segundo ponto de destaque trata de planejamento sucessório, ou seja, trabalhar de maneira proativa e transparente o tema sucessão no seio da família e no corpo da empresa, deixando claro papéis concernentes à empresa e a família, formalizando ainda a comunicação entre as gerações, criando uma visão compartilhada, trabalhando expectativas e traçando ações para alcança-las. No planejamento sucessório outros pontos são também pensados, como a profissionalização da empresa, mas esse tema será abordado por mim mais a fundo num futuro artigo.

Por hoje, quero destacar um terceiro ponto que considero muito relevante: a gestão patrimonial, que cuida de questões que vão desde o contrato social da empresa até aspectos ligados à proteção tributária numa sucessão familiar. Todas questões que, se pensadas com antecedência, ajudam a perpetuar mais do que a empresa, pois causam desdobramentos positivos no equilíbrio e na harmonia familiar.

(Artigo originalmente publicado no Agora Jornal de 02 de maio de 2018)

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: