Você conhece aquela do gato e do rato?

Deixe um comentário

25 de dezembro de 2015 por Semio Timeni

Gato-e-Rato

Você conhece aquela estória do gato e do rato? Certo dia o gato perseguia o rato pela casa, doido para come-lo. De repente o rato entra num buraco e fica a salvo. Passados alguns minutos ouve-se um latido grosso:

 

– Au, au, au!!

 

Certo que o cão tinha posto o gato para correr, o rato pensa que já está seguro e sai do buraco. Mais do que depressa é apanhado pelo gato! Antes de virar comida, o rato pergunta ao gato:

 

– Não havia um cachorro por aqui? Cadê ele?

 

Aí o gato retruca:

 

– Meu caro amigo, neste mundo globalizado, quem não fala mais de um idioma tá ferrado!

 

Vivi caso parecido em Paris. Dias de hoje, não há de se entender como a capital do país que mais recebe turistas no mundo ainda tem empresa com funcionário que só sabe falar o idioma nativo. Até acredito que nos tempos dos altos fluxos de turistas este fato – ou desleixo? –  era suportável e engolido meio que como uma característica típica do francês…

VIVO_Speedy03

Mas com a crise instaurada no continente, os turistas sumiram e a competição se acirrou. Eu, que como cliente não aguento desleixo nem no meu amado país, simplesmente dispensava uma loja ou restaurante que não tinha alguém para se comunicar comigo. Com tantas opções, por que me submeter a um ambiente inóspito? Era só procurar no vizinho, que como o gato da estória, leva vantagem neste mundo globalizado.

 

Paris… Natal… Cidades de vocações turísticas. Muitas similitudes. Inclusive pelas poucas opções de “gatos poliglotas”.

011

Como estão seus colaboradores? Treinados e capacitados para “jogarem bonito” com os turistas?

Dia desse presenciei a seguinte cena, num posto de gasolina: bombeiro desnorteado com o motorista gringo que gesticulava dentro do carro com o braço inteiro de um lado para o outro, como se negasse algo. Vendo que o problema ali era a barreira da língua, me aproximei e perguntei se podia ajudar.

 

– É que o cliente tá dizendo não pra mim e falando inglês, mas eu não estou entendendo nada! – disse o bombeiro, com cara de assustado.

 

Voltando-me para o turista, e vendo ele com aquele longo braço a gesticular, perguntei o que se tratava. Ele estava a questionar como colocar água no limpador de para-brisas!

atentopremios

Do bombeiro do posto ao vendedor de loja, falar um segundo idioma é abrir-se para um mundo globalizado e cheio de oportunidades!

 

Vejo muito empresário reclamando do governo, dos impostos, dos clientes… Você pensa assim? Então um convite: que tal pensar mais sobre você? Como está sua empresa? Seus colaboradores? Tem coisas a melhorar internamente? Então que tal começar a fazer sua parte?

Confúcio já ensinava, há 2500 anos atrás: aja antes de falar e, portanto, fale de acordo com os seus atos. Pense nisso. Bom trabalho. Sucesso!


 

Semio Timeni Segundo é Mestre em Administração, Consultor Empresarial e Coach

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Insira seu email para receber atualizações do Blog:

%d blogueiros gostam disto: