10 publicações no Twitter que já acabaram em demissão

Deixe um comentário

12 de maio de 2015 por Semio Timeni

Twitter-Oops

Não é segredo que os recrutadores olham as redes sociais dos candidatos antes de contratá-los. No entanto, mesmo os profissionais já contratados devem ser muito cuidadosos com seus perfis na web.

Um simples comentário ou piada podem ser interpretados de várias formas e, dependendo do caso, podem gerar demissão por justa causa.

E foi exatamente isso que aconteceu com essas 10 pessoas listadas pelo site Business Insider. Confira:

1. Torcedor empolgado

1. Torcedor empolgado

Para o time de basquete norte-americano Houston Rockets a incitação à violência é algo muito sério. E foi por isso que o gerente de comunicação digital Chad Shanks foi demitido. Aparentemente, Shanks se sentiu empolgado demais durante um jogo entre Houston e seu time rival, Dallas Mavericks, e resolveu publicar no perfil oficial da liga a seguinte frase: “Shhhhh. Just close your eyes. It will all be over soon”, que em português significa algo como “Apenas fechem os olhos. Tudo vai acabar logo”. A mensagem vinha acompanhada do emoji de um cavalo e de uma arma.

Em seguida, o Dallas Mavericks respondeu ao tuíte dizendo “Isso não foi muito elegante, mas ainda desejamos sorte a vocês na próxima rodada”. No entanto, ao saber da brincadeira de mau gosto, a conta oficial do Houston Rockets se desculpou.

O caso aconteceu em 28 de abril desse ano. Mais tarde, Shanks afirmou em sua conta pessoal que não iria mais cuidar da conta do Houston Rockets e se desculpou pelo ocorrido. Mas, a história não acabou tão mal. No início desse mês, o gerente de mídias sociais anunciou que está trabalhando para o programa de esportes Dan Le Batard Show.

2. Piada racista

2. Piada racista

Mesmo com apenas 170 seguidores em sua conta, a consultora de relações públicas Justine Sacco conseguiu se tornar uma das pessoas mais odiadas pelos internautas ao redor do mundo.

Antes de fazer uma viagem para a África do Sul em 2013, a consultora publicou em sua conta pessoal: “Indo para a África. Espero que eu não pegue AIDS. Brincadeira. Sou branca!”

A mensagem foi reproduzida pelo repórter de tecnologia Sam Biddle e repercutiu por toda a web. As pessoas ficaram tão ofendidas que criaram a hashtag #HasJustineLandedYet (em português, algo como “A Justine ainda não desembarcou?”).

Em uma entrevista para o Daily Mail neste ano, Justine tentou se explicar sobre o caso, afirmando que nunca acreditou que as pessoas fossem interpretar a piada no sentido literal. Ela também conta que a exposição sofrida fez com que ela ficasse sem emprego e com problemas de saúde. Hoje, a consultora trabalha em outra companhia.

3. Tuíte na conta errada

3. Tuíte na conta erradaScott Bartosiewicz trabalhava com mídias sociais para a fabricante de automóveis Chrysler quando uma pequena confusão e um comentário irônico causaram sua demissão.

Irritado com o trânsito enquanto estava em uma estrada perto da cidade de Detroit, ele resolveu reclamar: “Eu acho irônico como a cidade de Detroit é conhecida por ser a #motorcity* e as pessoas daqui ainda não sabem como dirigir”.

No entanto, Bartosiewicz esqueceu que estava conectado na conta oficial da Chrysler quando publicou a mensagem.

Após ser dispensado pela fabricante de automóveis, Scott afirmou em entrevista para o site da NBC News que se dedicou muito em seu trabalho, que é “lamentável que tudo o que foi feito seja ofuscado por apenas 140 caracteres”.

O caso aconteceu em 2011 e, atualmente, Scott trabalha para o Grupo Leo Burnett.

* em português, algo como “cidade do motor”, já que Detroit é conhecida por ser uma das cidades pioneiras na indústria automotiva

4. Piada com tragédia

4. Piada com tragédiaO comediante de stand-up Gilbert Gottfried era a voz das propagandas da seguradora Aflac Duck quando uma piada de mau gosto quase colocou em risco os negócios da companhia.

Gottfried teria ido longe demais quando começou a fazer piadas sobre o tsunami que matou milhares de pessoas no Japão em 2011.

Algumas das piadas publicadas incluíam frases como “Os japoneses são realmente avançados. Eles não vão à praia, a praia vem até eles”, ou “O Japão me ligou. Eles disseram ‘talvez suas piadas sejam um sucesso nos EUA, mas aqui elas são de baixo nível'”.

Além de perder o emprego, Gottfried quase arruinou a imagem da Aflac, já que 75% de seu negócio está concentrado no Japão.

5. Elogio inapropriado

5. Elogio inapropriadoA editora sênior da CNN Octavia Nasr perdeu seu emprego quando publicou um comentário sobre a morte do líder espiritual do grupo Hizbollah, Mohammed Hussein Fadlalah.

Em seu perfil pessoal, ela dizia: “Triste por saber da morte de Mohammed Hussein Fadlalah, um dos gigantes do Hizbollah que eu admiro muito.”

A CNN achou a mensagem da repórter libanesa ofensiva, pois Fadlalah estava ligado à morte de 260 americanos.

E mesmo depois de explicar que sua admiração estava ligada à posição do líder em relação ao direito das mulheres, o canal de notícias decidiu desligar a editora afirmando que sua credibilidade havia sido comprometida.

6. Piada imatura

6. Piada imaturaCatherine Deveny passou dos limites quando sugeriu que uma criança de apenas 11 anos deveria “fazer sexo”.

A comediante que também trabalhava como colunista para o jornal australiano The Age se referia à filha de Steve Irwin, famoso pela série “O Caçador de Crocodilos”.

O jornal australiano demitiu Catherine após o comentário de mau gosto, alegando que o ponto de vista expressado pela comediante não estava alinhado com seus padrões. A ex-colunista, por sua vez, se recusou a pedir desculpas.

7. Spoiler no Twitter

7. Spoiler no TwitterSpoilers são odiados por diversos internautas nas redes sociais. E eles são piores ainda quando vêm dos próprios atores de uma série ou filme.

Nicole Crowther foi demitida do elenco de Glee após revelar em seu Twitter quem seriam o rei e a rainha da formatura.

Em resposta ao estrago feito pela atriz, o produtor do seriado, Brad Falchuk disse: “Quem é você para estragar algo que pessoas talentosas demoraram meses para criar? Espero que você seja qualificada para fazer outra coisa em vez de trabalhar com entretenimento.”

8. Demitida antes do primeiro dia de trabalho

8. Demitida antes do primeiro dia de trabalhoEm alguns casos, a pessoa pode ser demitida antes mesmo de começar em um novo emprego. Foi o que aconteceu com a internauta identificada como “Cellla_”, no Twitter.

A adolescente ia começar a trabalhar em uma pizzaria na cidade de Mansfield, no estado do Texas, quando publicou uma reclamação sobre seu emprego nas redes sociais.

Um dia antes de começar no novo cargo, ela desabafou na rede social: “Ew, I start this f*** a** job tomorrow” (em português, algo como “Aff, começo nessa m**** de emprego amanhã”).

Ao saber do tuíte, o gerente do estabelecimento, Robert Waple, decidiu responder a sua nova empregada, enviando a ela a seguinte mensagem: “And…no, you don’t start that FA job today! I just fired you! Good luck with your no noney, no job life!”, que em português significa “Não, você não começará essa m**** de trabalho hoje! Eu acabo de te demitir! Boa sorte com sua vida sem dinheiro e sem trabalho!”

9. Tuíte homofóbico

9. Tuíte homofóbicoO comentarista esportivo de Toronto, Damian Goddard, se deu mal ao expressar sua opinião sobre casamento gay. Na rede social, ele disse concordar completamente com Todd Reynolds e seu apoio ao “tradicional e verdadeiro casamento.”

Todd Reynolds, por sua vez, havia criticado o jogador de hockey Sean Avery por apoiar a causa publicamente.

Mas, não demorou muito para que a empresa de Goddard soubesse do caso.

A Rogers Sportsnet, então, anunciou a demissão do comentarista com a seguinte declaração: “O Sr. Goddard era um freelancer e nas últimas semanas ficou claro que ele não tem o perfil adequado para nossa organização.”

10. Racismo no esporte

10. Racismo no esporteMike Bacsik era um famoso jogador de baseball e também é conhecido por ter sido demitido da rádio onde trabalhava por ter feito comentários racistas no Twitter.

Depois de seu time favorito, Dallas Mavericks, ter perdido para o Spurs em 2010, Bacsik resolveu desabafar na rede: “Parabéns a todos os mexicanos sujos em San Antonio”.

Depois do infeliz comentário, o ex-jogador foi suspenso indefinidamente pela rádio e, mais tarde, foi demitido. Ele chegou a pedir desculpas pelo ocorrido, sem muito sucesso.


Por Adeline Daniele, para Exame.com, com informações da BusinessInsider.com 

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Insira seu email para receber atualizações do Blog:

%d blogueiros gostam disto: