O que podemos aprender com Eike Batista

Deixe um comentário

10 de novembro de 2013 por Semio Timeni

131002114847-eike-batista-billionaire-620xa

Já diz o ditado que “também se aprende com os erros”. E melhor ainda é aprender com o erro dos outros, concorda?  Neste campo, o ex-bilionário Eike Batista tem muito a ensinar.

Talvez o maior deles tenha sido a falta de foco. Muito já se falou sobre a importância da diversificação no mundo dos negócios – não colocar todos os ovos na mesma cesta… Mas isto deve acontecer de forma estratégica, planejada, não da maneira precipitada como Eike Batista operou. Delineado para girar em torno da exploração de petróleo e gás, o grupo EBX terminou se desvirtuando e chegou a ser formado por mais de uma dezena de empresas, em ramos distantes como mineração, imóveis, alimentação, esportes, eventos, logística… O que chamo de falta de foco é fatal para uma grande corporação ou um pequeno negócio, pois tão importante quanto ter metas – saber onde quer chegar – é ter foco, ou seja, não se deixar desviar do caminho.

E a questão de metas é outro importante ponto a ser refletido. Apesar da experiência acumulada em seus negócios anteriores, Eike cometeu um erro básico em relação às suas empresas: só conseguia enxergar no curto prazo. Peguemos o exemplo da OGX, sua empresa na área de petróleo e gás. Neste setor, as empresas tendem a ser lucrativas após décadas e depois de investimentos enormes. Mas com Eike tudo era para amanhã, e como ótimo vendedor que ele é acabou convencendo muita gente a investir nas suas empresas. Acontece que passados alguns anos sua falta de visão de longo prazo e de um planejamento para alcançar essas metas fez com que ele não entregasse o prometido, e assim a máscara caiu.

Outro erro demostrado por Eike nas suas ações foi a ganância cega em ficar bilionário. Parecia que ele tinha muito mais o interesse em ficar rico do que construir empresas, realizar algo. E aqui se mostrou mais uma vez que a teoria na prática funciona, pois é campo majoritário nos estudos do empreendedorismo que o empreendedor tem como maior motivação o fazer, o construir, a realização de algo. Não a grana em si: dinheiro é a consequência do sucesso empresarial.

ganancia

 

Também algo muito estudado como catalizador do sucesso nos negócios é a necessidade de se cercar de pessoas competentes. E este foi um erro que num primeiro momento Eike parecia que não ia cometer. Mais uma vez o exemplo da OGX é interessante: como ele nunca tinha explorado petróleo na vida, contratou executivos de alta competência e se cercou de conselheiros como os ex-ministros Rodolpho Tourinho (Minas e Energia), Pedro Malan (Fazenda) e Ellen Gracie (STF). Apontado como uma pessoa de temperamento explosivo, arrogante e refratário aos feedbacks, Eike Batista viu com o passar do tempo todos eles se afastarem. Sobraram os incompetentes ou aqueles que só diziam o que ele gostava de ouvir.

Todos estes erros levaram-no a uma crise de confiança, pois o mercado começou a enxergar nele um “vendedor de ventos”, ótimo de promessas, mas péssimo de entregar resultados. E tudo na vida é resultados. Ao não cumprir com o prometido, o castelo de cartas desabou.

Tenho que confessar que nunca fui muito seu fã. Porém, é preciso se dizer que nem tudo que ele fez foi errado! Ao contrário, ele tem qualidades importantes para qualquer empreendedor. Quem sabe, depois da queda, ele não consegue se reerguer. Afinal, é dele a frase que diz “se descobrir que seu negócio não é mais eficiente, reinvente-se”. Pense nisso! Bom trabalho! Sucesso!

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Insira seu email para receber atualizações do Blog:

%d blogueiros gostam disto: