Artigo: Welcome to America

Deixe um comentário

4 de agosto de 2013 por Semio Timeni

8336794

 

Uma constatação dos últimos tempos é que a economia americana está crescendo rapidamente. Depois dos problemas enfrentados na década passada, a maior economia do mundo tem feito o dever de casa e recolocado o trem do desenvolvimento de volta aos trilhos. A previsão dos analistas é que a economia americana ultrapasse a casa dos US$ 21 trilhões em 2018, o que dará um crescimento de cerca de 30% até lá.

Daí a importância de aumentarmos o comércio com os Estados Unidos. Hoje as exportações brasileiras –  sexta maior economia do mundo – representam apenas 1,4% (US$ 33 bilhões) de tudo que os EUA compram no exterior. Como comparação, a China exporta US$ 444 bilhões e a Índia (décima maior economia do mundo) US$ 42 bilhões. E entre os produtos mais exportados para lá, petróleo, aço ou celulose compõe uma boa parte – nenhum deles produtos com algum diferencial de valor “Made in Brazil”.

Apesar disto, este cenário tem potencial para mudar. O americano compra de tudo, de todas as partes, e que fique claro, não compra só preço: a velha relação de amizade tem favorecido diversas economias, que crescem atreladas aos EUA.

O que eu estou afirmando? Que a bonita frase na boca dos economistas e diplomatas “prioridade às relações bilaterais” tem a ver com a boa e conhecida prática da conversa, da amizade, da construção de relacionamentos. Serve tanto para a padaria da esquina como para países como Brasil e Estados Unidos.

Infelizmente, nos últimos tempos, nos afastamos dos nossos parceiros americanos para prestigiar afinidades geopolíticas – como o Mercosul, que hoje é uma sombra do que prometia ser – ou interesses de ramos específicos, como as prioridades dadas a alguns países africanos. Sem querer me desviar, e já voltando ao tópico principal, o fato é que o Brasil se afastou dos Estados Unidos.

Enfim, o mercado americano está crescendo, as oportunidades são muitas e as possibilidades, reais. O que isso tem a ver com você? Simples: que tal aproveitar a maior economia do mundo para crescer junto? É este o convite que os americanos fazem ao abrir suas portas para os produtos e serviços estrangeiros. É certo que algumas barreiras existem, em determinados setores com grande influência política, mas é certo também que o mercado americano é muito mais aberto que a grande maioria dos países. Aqui tem espaço para desde a pequena indústria de tapeçaria do Seridó ao mais moderno avião da Embraer.

Apex_Brasil_2

Para ajudar a diminuir as distâncias, o governo brasileiro mantém a Apex, agência de promoção de exportações, que atua para promover produtos e serviços brasileiros no exterior e que ajuda na aproximação com os compradores americanos. A sede fica estrategicamente localizada em Miami, um dos portões de entrada de produtos da América Latina.

E o que precisamos para começar a vender? Talvez os empreendedores brasileiros acordarem para o verdadeiro potencial no mercado internacional com os Estados Unidos. E, agindo com planejamento e tempo, voltarem a se aproximar do maior mercado do mundo.

Muitas vezes se espera que a política governamental facilite, ou, pelo menos, não  atrapalhe o crescimento dos mercados. Porém, quem tem um bom produto e o desejo de conquistar este mercado, precisa deixar de culpar o governante de plantão e começar a agir. Este é o seu caso? Então que tal começar a agir? Pense nisso. Bom trabalho. Sucesso.

__________________________________________________________________

Semio Timeni Segundo é Mestre em Administração, Consultor Empresarial e Profissional Coach. Escreve aos domingos a cada quinze dias para o jornal Tribuna do Norte

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: